9 de nov de 2015

Privilégio







Eu sou holandesa e meu marido brasileiro. Nos conhecemos ha exatamente 15 anos atrás quando vim a primeira vez ao Brasil. Nos apaixonamos e casamos 2,5 depois (fizemos 12,5 anos de casado ontem, dia 03 de novembro!). Sonhamos em ter nossa família, sonhamos com adoção também porque nos conhecemos em um lar (orfanato) para crianças com HIV. Então conhecemos de perto a situação de muitas crianças precisando de uma família adotiva. 

Sobre nascimentos e restaurações.



Em Abril eu, tânia piloto (uma das Lolas) recebi por facebook o relato da Lana. Quando criamos a campanha entrei em contato com ela perguntando se poderíamos compartilhar sua história com nossos clientes, já que fui muito tocada pela sua família. Cá está:

Hoje, dia 06 de abril de 2015, faz exatamente um ano do dia em que eu e a Luna recebemos nosso telefonema-parto: há um ano atrás uma assistente social nos anunciava a existência de nossos filhos.

A energia deles, o reconhecimento de que eles eram nossos foi imediato: um arrepio único percorreu o meu corpo inteiro ao ouvir a assistente social falar deles no telefone. 

um livro




...a minha história de adoção é ainda um livro no prefácio. 

Chegou a minha mãe! Chegou a minha mãe!




Dizem que a gente nasce sabendo o que vai ser, eu sempre soube que seria mãe, sempre desejei ser mãe, o que eu não imaginava, é que seria algo tão TRANSFORMADOR na minha vida. Aconteceu quando tinha que acontecer, no tempo, na hora certa, na melhor hora. Depois de algumas tentativas de engravidar naturalmente e mais três vezes por fertilização in vitro, duas perdas, muita ansiedade, muitas esperas, muito choro e de muito brigar com Deus, passei a entender que sim, eu seria mãe, mas de outro jeito, por outra via.  

Amor à primeira vista






Meu nome é Cássia. Meu marido Henrique.
Minha história com Henrique começou há 23 anos…. somos casados há 14 anos….
Sempre desejamos muitos filhos, mas a vida foi passando. Trabalhando, trabalhando e sempre empurrando este sonho pra frente…

Foram momentos emocionantes e marcantes.



Estamos juntos há 14 anos.

Tentamos engravidar devido a problemas no útero (miomas irreversíveis) fui histerctomizada. Desde sempre tive vontade de adotar, mas meu companheiro ainda estava indeciso.

Como o amor é incondicional, aguarei o tempo tempo dele.

Branco, como a paz





Olá Lolas,
Gostaríamos de agradecer o espaço e a disponibilidade de falar de adoção, com o conceito amplo de família. 

estamos te esperando



Primeiramente queria parabenizar a iniciativa de vcs com essa campanha sobre adoção...Além da nossa história que irei contar abaixo...tenho tb uma página sobre o assunto chegando a 9 mil seguidores (www.facebook.com/escolhadeamar). Venha nos conhecer!!! :)

Eu me chamo Priscila, tenho 32 anos, sou Psicóloga e casada com o Elias de 34 anos.

eu me orgulho todos os dias de ser filha dela



Bom, tudo começou há 22 anos atrás quando meus pai e minha mãe se casaram e descobriram que não podiam ter filhos. Em 1996 eles adotaram meu irmão Daniel, que apareceu na vida deles como um presente de Deus.

Quando meu irmão tinha 5 anos eu cheguei, isso foi em 2001. Vim de uma moça que não tinha condições de cuidar de mim. 


Sempre foi um chamado




Queridas, que linda surpresa receber a mensagem de vocês. Só posso parabenizá-las pela iniciativa pra um público tão carente de atenção e afirmação.



Comecei o meu blog justamente em virtude disso, despertar um novo olhar para a adoção e sua gestação do coração, bem como empoderar e motivar as famílias. A ideia é justamente implantar uma nova cultura da adoção no Brasil, desmistificando todos os tabus culturais.


Nossa família feliz.




Nossa família feliz.

O sonho da família feliz...buscamos a nossa.
Depois da espera o telefone enfim tocou, o susto, a surpresa, a felicidade que não cabia no peito.
Nossa pequena Sara chegou, nome esse escolhido mesmo antes de ver seu rostinho. Enroladinha em uma manta amarela Sara chegou aos nossos braços, tão linda ela é, então seus olhinhos se abriram para seus papais.
 


Amor incondicional



Boa tarde, atelie@comlola!



Fui marcada no post de vcs pela Dani Figueiredo, para contar a nossa história. 



Acredito no amor verdadeiro, incondicional e puro. Tento, como enfermeira pediátrica que sou, que todas as crianças ao meu redor recebam o que lhes é de direito, saúde, educação, respeito, um lar acolhedor, alimentação, vestuário e o principal, muito amor, carinho e compreensão. 


Sabia que você é meu pai?




E lá já iam 06 anos de convivência, 02 de casados e um sonho: SERMOS PAIS!

E o que é tão fácil pra tantos, pra nós foi uma guerra particular. Os anos iam se passando e a tão sonhada gravidez não acontecia, quanta tristeza a cada mês...

Depois de tantos tratamentos fracassados, de tantos dias de depressão profunda... Um sopro de DEUS ao meu ouvido me despertou para um sonho que tínhamos desde a época de namoro, no qual sempre dizíamos "vamos ter dois filhos 1 da barriga e outro do coração." 


World Adoption day



te.le.fo.ne - sm (tele+fone2) Aparelho destinado a transmitir a distância a voz ou qualquer outro som por meio do eletromagnetismo. T. amplificado, Telecom: sistema que permite conversações telefônicas sem a necessidade de pôr as mãos no aparelho. T. celular, Telecom: telefone portátil usado no sistema de rádio celular. T. sem fio, Telecom: aparelho que consiste numa base, sobre a qual se assenta o fone, que pode ser retirado dali quando se faz ou recebe uma chamada. Isso permite que o usuário se desloque livremente pelo ambiente enquanto fala.

É assim que muitas vidas mudam. trim, com o toque do telefone.